Tags

, , , ,

Oiii, hoje vou falar sobre meu segundo dia em Bariloche.

Acordamos cedo como de costume e após o café da manhã parte do grupo foi a procura das vans para nos levar para a montanha, a outra parte aproveitou para andar na rua principal, a Mitre. Logo em seguida fomos para a montanha, já compramos nosso passe e  fomos direto alugar o equipamento. No grupo em que viemos a maior parte dos homens dessem de snowboard e todas as mulheres dessem de ski (menos eu, que tive muito mais facilidade com o snow desde o começo, talvez seja porque eu pratique wakeboard).IMG_0429

DICA: dizem por aí que ski é mais fácil de andar que snowboard (eu discordo!). Se você nunca esquiou, eu acho sempre bom pegar algumas aulas de ski antes de se aventurar nas montanhas mais altas. Se já faz um tempinho que você não põe os pés num ski, também é bom pegar um instrutor para lembrar. Para snowboard a regra é meio diferente… Podem me corrigir se eu estiver errada, mas eu acho que não existe aula pra snowboard. Eu particularmente aprendi com o meu pai e a cada temporada tento me aprimorar mais vendo como os outros fazem.IMG_0484

Bom, o lift da montanha fecha as 17h então aproveitamos para descer a última vez e voltar para casa relaxar os músculos – porque esquiar é uma malhação sem igual – e eu que ando meio mole na academia estou com todos os músculos doendo, só espero perder uns quilinhos com toda essa malhação.IMG_0462

Depois de ficar um pouco em casa, fomos jantar em um restaurante muito fofo chamado Quilmes, que é todo decorado com brinquedos pendurados no teto. Sua especialidade são lanches e então eu resolvi pedir waffles de presunto e queijo, que estava sensacional.1148330_565725286820010_856062454_n

Em seguida procuramos saber onde poderíamos encontrar uma balada bem legal para comemorar a virada do meu aniversário (UHUUUUUL). Na última vez que vim pra cá fomos na By Passa e na Grisu , que são animais, mas dessa vez descobrimos uma MUITO legal chamada Wilkenny, que é um restaurante durante o dia e por volta da meia noite se torna uma balada. Foi muito bacana, lá só se paga pelo que se consome, viramos amigas de um cara que trabalhava lá e ganhamos um camarote e uns drinks de graça por ser meu aniversário – ai gente amei – recomendo a todos. Essa balada toca vários tipos de música, apesar de predominar a eletrônica. E como se não bastasse ouvir no Brasil, tocou até Gustavo Lima aqui, caímos na risada!1081325_565724656820073_1887720936_n

Bom galera, espero que vocês estejam gostando do meu diário de viagem, estou deixando o máximo resumido pra vocês haha

Amanhã tem mais! Beijãoooo, Marina Camargo.

Anúncios